segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

Bugs do Firefox para monitorar (II)

Mais dois bugs do Firefox me interessam no momento.

https://bugzilla.mozilla.org/show_bug.cgi?id=1207306

A partir do Firefox 49, separou-se o processo que renderiza a interface do que renderiza o conteúdo das páginas. Ainda assim, todas as abas continuam compartilhando um único processo. Nesse primeiro passo, o objetivo foi fazer a interface sempre ser responsiva. Usuários antigos devem lembrar como era irritante uma página pesada acabar com a responsividade da interface. Isso pelo menos está resolvido. Contudo, uma aba mal comportada ainda deixa as outras esperando. A solução virá com o projeto e10s-multi, que aproximará o Fx dos demais navegadores modernos, separando grupos de abas em diferentes processos.

https://bugzilla.mozilla.org/show_bug.cgi?id=336193

Para sistemas Unix-like. Fazer o navegador finalizar de forma limpa ao receber SIGTERM. Hoje, um killall firefox realiza uma finalização forçada, que causa o travamento do plugin-container e dispara a restauração de abas na próxima vez em que o programa iniciar. Bug constrangedor, que tem mais de 10 anos.

sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

Super Metroid: uma obra-prima

Tenho assistido aos vídeos da série Retro Gaming do canal REACT no YouTube. Com um pouco de experiência nas costas, é interessante ver como o pessoal mais novo reage aos jogos que tínhamos décadas atrás.

Daí chego em:

SUPER METROID (30th Anniversary Metroid) (Teens React: Retro Gaming)

Aos 50 segundos, Tori diz I actually like retro games cuz normally they are pretty simple.

O quê???

Super Metroid é um dos melhores jogos de todos os tempos. Longo o suficiente*, complexo e difícil (sem ser impossível). O gráfico é perfeito, top da geração 16-bit, e a trilha sonora combina magistralmente com sua atmosfera sombria.

SUPER METROID - The Perennial Masterpiece | GEEK CRITIQUE

Wikia: Super Metroid


* Para jogadores normais. Viciados terminam-o coletando 100% dos itens em cerca de 1 hora.

terça-feira, 17 de janeiro de 2017

SUSE dentro do Windows 10

Make Windows green again – Part 1 (SUSE Blog) (via Thurrott.com)

É possível trocar o espaço de usuário básico do Ubuntu usado pelo Windows Subsystem for Linux (WSL) do Windows 10 pelo do (open)SUSE. Confesso que me sinto mais confortável no ambiente verde do camaleão.

E tem isto (não testei): https://github.com/RoliSoft/WSL-Distribution-Switcher.